Pacote do governo deve ser apreciado em convocação extraordinária, diz chefe da Casa Civil

Otomar Vivian informou que sessão ocorre a partir do dia 22 de janeiro
Itamar Aguiar / Divulgação Palácio Piratini
Secretário-chefe da Casa Civil, Otomar Vivian (D) disse que o governador Eduardo Leite convocará sessão extraordináriaItamar Aguiar / Divulgação Palácio Piratini

Secretário-chefe da Casa Civil do governo do Estado, Otomar Vivian disse, na noite desta terça-feira (14), que o governador Eduardo Leite pediu para manter a convocação extraordinária que deve votar os projetos que alteram a carreira e a aposentadoria dos servidores estaduais

Segundo Vivian, a orientação foi dada em uma reunião feita na noite desta terça-feira. Mais cedo, em coletiva de imprensa, Leite levantou a possibilidade de não convocar a sessão, ainda que a intenção do Piratini fosse de “superar a pauta o quanto antes”. 

Em entrevista ao programa Estúdio Gaúcha, da Rádio Gaúcha, Vivian também disse que a convocação extraordinária será feita a partir do dia 22 de janeiro — os deputados estaduais estarão em recesso até dia 31.

— Tivemos uma reunião agora, um pouco tarde da noite, e a orientação que temos do governador é no sentido de manter a convocação extraordinária e incluirmos os projetos que já estavam tramitando, e outros ainda que serão encaminhados com a convocação que será feita a partir do dia 22 — disse o chefe da Casa Civil. 

Com a sessão extraordinária, o governo tem a vantagem de definir a pauta de votações e os projetos são apreciados diretamente em plenário. 

— Estamos seguros que a Assembleia Legislativa realmente vai seguir nessas votações — garantiu Vivian. 

Fonte: Zero Hora