“Ajustes ainda poderão ser feitos”, diz secretário da Fazenda sobre pacote do funcionalismo

Dos oito projetos apresentados pelo governo, sete ainda não foram votados, o que deve ocorrer em convocação extraordinária da Assembleia

Fernando Gomes / Agencia RBS
Cardoso deu entrevista ao “Gaúcha Faixa Especial”Fernando Gomes / Agencia RBS

O secretário estadual da Fazenda, Marco Aurelio Cardoso, afirma estar confiante quanto à aprovação, pelos deputados, dos projetos que reestruturam carreiras do funcionalismo. A apreciação das propostas deve ocorrer no final de janeiro, durante convocação extraordinária da Assembleia Legislativa.

— Eu acredito que a gente terá a apreciação de todos os projetos (na convocação), porque eles foram amplamente discutidos e continuam sendo discutidos. É um conjunto consistente, tanto juridicamente, quanto tecnicamente. Ajustes já foram feitos e ainda poderão ser feitos — disse o secretário em entrevista ao programa Gaúcha Faixa Especial, da Rádio Gaúcha, na noite deste domingo (12).

Das oito propostas apresentadas pelo governador Eduardo Leite, sete ainda não foram votadas. Em dezembro, foi aprovado — por 38 votos a 15 — o projeto de lei complementar que altera a previdência dos servidores civis do Estado.

— Acho que todo mundo quer chegar no mesmo lugar, queremos virar a página dessa crise. E eu acho que enfrentar os problemas é uma coragem de todos os poderes. Tanto do Poder Executivo, quanto do Legislativo, um perfil de coragem, de não fugir de temas difíceis, nem sempre simpáticos — afirmou Cardoso.

Fonte: Zero Hora