Para Leite, desenvolvimento do Rio Grande do Sul passa por inovação e tecnologia

Governador esteve, nesta quinta-feira (3/10), na 28ª Feira de Inovação Industrial (Mercopar), em Caxias do Sul

Publicação: 03/10/2019 às 16h21min

Mercopar 7
Aumento de mais de 60% no número de expositores e negócios de porte sendo assinados são resultados animadores, disse governador – Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini

O governador Eduardo Leite esteve, nesta quinta-feira (3/10), na 28ª Feira de Inovação Industrial (Mercopar), em Caxias do Sul. O evento, cuja abertura oficial ocorreu na terça-feira (1º/10), com a presença do secretário da Inovação, Ciência e Tecnologia, Luís Lamb, termina hoje. A expectativa é de que 13 mil visitantes passem pelo Pavilhão da Festa da Uva (Centro de Feiras e Eventos Festa da Uva) nos três dias.

Leite foi recebido pelo prefeito de Caxias do Sul, Daniel Guerra, e por lideranças empresariais. Guerra agradeceu ao governador a instalação de um Batalhão de Choque, com 110 policiais militares, na cidade, ressaltando que a promessa foi feita em janeiro. A inauguração deve ocorrer nas próximas semanas.

Uma das maiores feiras de inovação e de negócios da América Latina, a Mercopar deste ano conta com parceria estratégica entre o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-RS) e a Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs). A união das organizações amplia a geração de negócios e as oportunidades que surgem entre as grandes empresas expositoras e os pequenos negócios.

Mercopar 3
Leite disse que governo trabalha para reduzir custos logísticos, tributários e a burocracia, favorecendo a abertura de negócios – Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini

O governador participou de almoço com as lideranças empresariais, onde teve oportunidade de ressaltar que o governo trabalha para reduzir custos logísticos, tributários e a burocracia, com intenção de incentivar e atrair investimentos ao Estado. Também afirmou que conta com o apoio da Assembleia para aprovar reformas estruturais necessárias com a finalidade de retomar o crescimento econômico. Em seguida, visitou os estandes da feira, trajeto que levou cerca de uma hora.

Mercopar 1
Visita pelos estandes de expositores durou cerca de uma hora – Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini

“Fiquei muito impressionado com a Mercopar e feliz com os resultados que já se apresentam, com aumento de mais de 60% no número de expositores e negócios de porte acontecendo. Esse é o Rio Grande do Sul que dá certo, o RS dos empreendedores, da capacidade de inovação da nossa gente. Isso que queremos cada vez mais. Que essa capacidade de trabalho encontre cada vez mais espaço e ambiente favorável aos negócios”, comentou Leite após a visita.

Na abertura da feira, na terça, o tema destaque foi inovação. Para o governador, o desenvolvimento de um município, de um Estado ou de um país, nos dias de hoje, está diretamente conectado à inovação. “A economia passa por intensas mudanças, e a grande fonte de riquezas, hoje, está na tecnologia e na inovação, derivadas diretamente do talento e do capital humano. O governo vem procurando justamente conectar esses atores em prol do desenvolvimento do Estado”, explica.

Mercopar 6
Conforme Leite, a fonte de riqueza, hoje, está na tecnologia e na inovação, derivadas diretamente do talento e do capital humano – Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini

A feira deste ano contou com 315 expositores, 63,2% a mais com relação ao ano passado. Empresas do Rio Grande do Sul, Santa Cataria, Paraná, São Paulo e da Alemanha, focadas nos setores metalmecânico, eletroeletrônico, automação industrial, movimentação e armazenagem de materiais, serviços industriais, borracha, energia e meio ambiente, plásticos, tecnologia da informação (TI) e startups estiveram presentes. Em programação paralela, a feira teve, entre os destaques, a Encadear Summit’2019, o Salão de Inovação, o Salão de Negócios e a Jornada 4.0.

Edital Gaúcho de Inovação para a Indústria

Depois da cerimônia de abertura do evento, o presidente da Fiergs, Gilberto Petry, lançou o Edital Gaúcho de Inovação para a Indústria, promovido pelo Sebrae-RS, Serviço Social da Indústria (Sesi), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Instituto Euvaldo Lodi (Iel) e Fiergs, com apoio da Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia.

O edital disponibilizará entre R$ 120 mil e R$ 480 mil por projeto nas áreas de atuação dos institutos do Senai (metalmecânica, polímeros, mecatrônica, madeira e mobiliário, petróleo, gás e energia, couro e meio ambiente, calçados e logística industrial, e alimentos e bebidas), do Centro de Inovação Sesi em fatores psicossociais ou em linha de projeto transversal Sesi e Senai. Indústrias de porte grande, médio, pequeno, micro ou mesmo startup – contribuintes do Sesi e do Senai, com CNPJ registrado no Rio Grande do Sul, estão aptas a participar do certame.

Mercopar 4
Diferentes setores participam da feira, como tecnologia da informação, automação industrial e eletroeletrônico, além de startups – Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini

INOVA.RS

Com o objetivo de incluir o Estado no mapa global da inovação a partir da construção de parcerias estratégicas entre a sociedade organizada, setores empresarial, acadêmico e governamental, o INOVA.RS é a primeira iniciativa da atual gestão em prol da inovação tecnológica e faz parte da agenda de desenvolvimento proposta pelo governador Eduardo Leite.

O programa prevê oito ecossistemas de inovação – nas regiões Metropolitana e Litoral Norte; Sul; Fronteira Oeste e Campanha; Central; Noroeste e Missões; Produção e Norte; Serra e Hortênsias; e Vales – buscando fortalecer as atividades empreendedoras mais vocacionadas de cada área. A finalidade é tornar o RS um lugar capaz de gerar, reter e atrair empreendedores, negócios e investimentos alicerçados na tecnologia e no conhecimento.

Texto: Suzy Scarton
Edição: Marcelo Flach/Secom