Novo sistema controla ressarcimento das cedências

Uma nova sistemática de controle de cedências de servidores foi implementada pelo Tesouro do Estado. A partir de agora, toda comunicação entre os órgãos será feita de forma totalmente eletrônica. 
O gerente do projeto, Rafael Bystronski Di Bernardi, destaca que o novo sistema de controle do ressarcimento de servidores à disposição ou cedidos com origem no Poder Executivo do Estado apresenta diversas evoluções em relação ao sistema antigo. Entre as melhorias estão a atualização diária do status de pagamento da parcela, via webservice de comunicação com o Sistema de Arrecadação, e um novo relatório do chamado de auditoria, que permite mapear todas as interações de usuários que alteram registros de cessões internas e externas no RHE em um determinado mês.

O subsecretário do Tesouro do Estado, Bruno Jatene, comunicou os órgãos sobre a nova sistemática. Com isso, fica dispensada a leitura do Diário Oficial para mapear casos de publicações sem o correspondente registro no RHE.

Maior controle e economia

O sistema se comunica com o sistema de Arrecadação (SAR) gerando as guias de arrecadação individual por CPF, para o respectivo cessionário. Além disso, o novo sistema permite a consulta ao status da Guia de Arrecadação informando no próprio sistema se está paga ou não. Gera também demonstrativos de valores com base no contracheque dos servidores e os ofícios de cobrança, os quais são enviados diretamente do sistema por e-mail, juntamente com as guias, para os cessionários.

Por fim, o sistema mantém salvo de forma centralizada todas as informações, como os relatórios RHE importados, planilha de valores a ressarcir, guias de arrecadação geradas, ofícios de cobrança, comprovantes de pagamento e e-mail de comunicação.

O novo sistema trará condições de agir de forma mais rápida para evitar que as inadimplências se prolonguem por muito tempo, eliminando a falta de informação atualizada e confiável.

Texto: Ascom Fazenda / Tesouro do Estado