Novo Hamburgo ganha prêmio ‘Gestor Público’

Dezenas de municípios gaúchos com iniciativas inovadoras foram premiadas na noite de ontem no Teatro Dante Barone da Assembleia Legislativa, na 17ª edição do Prêmio Gestor Público. Grande destaque da cerimônia, Novo Hamburgo conquistou o Troféu Prêmio Gestor Público Especial com o projeto Tecnologia Aplicada aos Serviços de Saúde, que é responsável por integrar todos os serviços de saúde da rede pública. A premiação é uma iniciativa do Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Tributária do RS (Sindifisco-RS) com a Associação dos Auditores Fiscais da Receita Estadual (Afisvec).

O presidente do Sindifisco, Celso Malhani de Souza, observa que o prêmio contempla áreas como saúde, segurança, educação, emprego e renda. “Demos ênfase para ações de administração tributária voltadas à ampliação de receitas dos municípios, com vistas à obtenção de mais recursos para investimentos em nossa sociedade”.

A prefeita de Novo Hamburgo, Fátima Daut, explicou que a ferramenta – desenvolvida por uma funcionária de carreira – permite acompanhar o trabalho, gerenciar insumos, reduzir custos, reduzir o desperdício, além de qualificar e agilizar o atendimento a pacientes com o prontuário eletrônico. “Vimos que havia um grande projeto desenvolvido dentro da prefeitura. Potencializamos e demos liberdade para que trabalhassem”, afirma.

O novo sistema possibilitou interligar postos, hospitais, farmácias e laboratórios alimentando prontuários eletrônicos dos pacientes com informações de exames laboratoriais e de imagem compartilhados em tempo real. Fátima afirma que a iniciativa chamou atenção de profissionais de gestão pública de São Paulo, do Acre e do RS, que já foram conhecer o projeto.

Na categoria Administração Tributária, Rio Grande foi o grande vencedor. O município conquistou o Troféu Prêmio Gestor Público Destaque, com o projeto NIF – Núcleo De Inteligência Fiscal, que visa à modernização das práticas de fiscalização e cobrança dos créditos tributários. O prefeito Alexandre Lindenmeyer destacou a necessidade de buscar alternativas para enfrentar as dificuldades econômicas, principalmente no que diz respeito a receitas e arrecadações.

Fonte: Correio do Povo

Foto: Divulgação PGP