Carreiras de Estado vão somar forças à nova mobilização dia 24/05

PREVIDÊNCIA» 

Os representantes do Fonacate irão intensificar a agenda de visitas aos parlamentares nessas próximas semanas.

 

A insatisfação do Fonacate e suas afiliadas com o substitutivo do relator da reforma da Previdência, deputado Arthur Maia (PPS/BA), cujo texto final traz perdas significativas ao conjunto de servidores públicos dos três Poderes e do Ministério Público, vai gerar uma nova reação do Fórum à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/2016.

Em deliberação aprovada na Assembleia Geral desta terça-feira (9), o Fonacate apoiará a mobilização, organizada pelas centrais sindicais e outras entidades representativas dos servidores públicos e da sociedade civil organizada, que acontecerá em Brasília no próximo dia 24 de maio.

“Apresentamos dez emendas, trabalhamos na defesa de alguns destaques como os de números 10 e 11, das bancadas do PDT e do PSB, respectivamente, e mais uma vez não nos ouviram. Está clara a tentativa do governo federal em usar o servidor público para pagar pela má gestão dos recursos públicos”, afirmou Rudinei Marques, presidente do Fórum.

Os representantes do Fonacate irão intensificar a agenda de visitas aos parlamentares nessas próximas semanas. “Não podemos perder a esperança de derrubar essa PEC no Plenário. Continuar defendendo as nossas emendas e os destaques. E claro, podemos ainda visitar os membros da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) no Senado Federal”, sugeriu Vilson Romero, presidente da ANFIP.

Na semana que vem, de 15 a 19 de maio, será realizado o movimento “Ocupa Brasília”. Diversos dirigentes de classe, servidores e outros membros da sociedade trabalharão em parceria no Congresso Nacional para barrar a tramitação das reformas da Previdência e Trabalhista (PL 6.787/2016).

O Fonacate também divulgará novo vídeo em campanha contra a reforma na próxima semana.

 

Afiliação – Os Membros do Conselho Deliberativo do Fonacate aprovaram ainda na reunião de hoje o retorno da Associação Nacional dos Defensores Públicos (ANADEP) ao quadro de entidades afiliadas.

 

A ANADEP foi entidade fundadora no Fórum, em 2008, à época sob a sigla FNPCTE. Desfiliaram após uma mudança de diretoria.

O atual presidente, Antonio José Maffezoli Leite, afirmou que sua Diretoria “considerou fundamental o retorno ao Fonacate, pela experiência e legitimidade de representação que o Fórum já tem junto ao parlamento e ao governo”.

“Estamos muito felizes em compor este Fórum, ainda mais tendo em vista pautas tão relevantes para as nossas carreiras e para a sociedade, como a reforma da Previdência”, agradeceu Antonio Maffezoli.

Com a entrada da ANADEP, o Fonacate passa a ser composto por 27 entidades afiliadas.

Rudinei Marques registrou ainda as boas-vindas ao novo secretário-geral do Fórum, Paulo Martins, que é também presidente da Auditar, e ao presidente do Sinal, Jordan Alisson Pereira, que passa a ocupar o cargo de 2º Vice-Presidente Administração e Patrimônio do Fonacate.

Ascom/FONACATE